Conheça Também Portal de Itupeva Tel: (11) 99939-2431

/// JUNDIAÍ - Ponte torta comemora revitalização com música em homenagem aos 360 anos


///Imóveis em Jundiaí


Casas, Terrenos, Chácaras, Apartamentos em Jundiaí e Região.


Imóveis no Reserva da Serra

Casa à venda em Jundiaí - Condomínio Reserva da Serra - Creci J22521 - Tel. (11) 99939-2431

+ Apartamento Aluguel

Apartamento para Alugar em Jundiaí - Creci J22521 - Tel. (11) 99939-2431

Apartamentos em Jundiaí - Itupeva

Confira os Apartamentos à venda em Jundiaí - Itupeva - Creci J22521 - Tel. (11) 99939-2431

  • Ponte torta comemora revitalização com música em homenagem aos 360 anos

Conheça Jundiaí - SP

Jundiaí está entre as 10 melhores cidades para se viver no Estado de SP. Situada aos pés da Serra do Japi,possuindo um clima agradável, podendo se dispor do privilégio de viver com a natureza tão próxima. Jundiaí tem como um de seus pontos fortes sua localização, está apenas 63 quilômetros da Capital -São Paulo, é um dos maiores pólos industriais de logística e distribuição do Estado. Quer morar com Qualidade de Vida? Então conheça Jundiaí! Maiores Informações (11) 4525-0267.





História e Patrimonios em Jundiaí - SP

Por: Prefeitura de Jundiaí - SP

Jundiaienses comemoram recuperação da Ponte Torta 

A entrega da Ponte Torta à comunidade, em evento das 17h às 22h neste domingo (13), em comemoração aos 360 anos do reconhecimento de Jundiaí como vila colonial em 1655, causa boas sensações a moradores que consideram importante para a cidade valorizar sua própria história e identidade.

Muitas delas contribuíram ao longo do projeto Ações de Conservação e Zeladoria da Ponte Torta, lançado em setembro de 2014 e que envolveu tanto a pesquisa técnica de recuperação ou até substituições de tijolos originários do século 19 como a pesquisa de memória social que contou com especialistas e moradores.

Do uso da ponte para a passagem de carroças de banana até o reconhecimento de seu papel como símbolo popular no uso para bebidas, garapas ou blocos carnavalescos, o projeto revelou uma outra camada da cidade que estava oculta atrás do abandono e do isolamento em que a Ponte Torta havia sido colocada.

O projeto implementado pelo prefeito Pedro Bigardi, pela Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente e pelo Estúdio Sarasá, mostrou também que a Ponte Torta, aberta no mesmo de ano de 1888 que marcou a abolição parcial do regime escravo e o início oficial do núcleo da imigração italiana, representou também um marco da transformação urbana, que levaria café, da ferrovia e das tropas de cavalos para a industrialização da então Jundiahy com fortes focos têxtil na Vila Arens e cerâmico na Ponte, marcando a era industrial-operária do século 20.

UMA PONTE À HISTÓRIA

As primeiras pontes são acontecimentos naturais. Troncos caíam das árvores e davam
passagem, permitindo o ir e vir. O acesso era na busca por abrigo ou alimento. Uniam o que
se separava, o inacessível.

Depois, foram idealizadas com fibras vegetais, com materiais provenientes de animais.

É como se faz para sair, para chegar, transpor. Para caminhar sobre as águas, para perpassar
obstáculos.

A ponte se dá para o homem mover-se à busca. É uma projeção do ganhar o mundo, é
expansão, acesso e conquista. O ser humano olha à frente, vai e constrói, da maneira que ele
consegue, da forma que tem à mão, com o saber fazer.

Muito mais do que um lugar físico, é espírito da vontade humana de galgar.

Lança-se mão de um tronco, de tijolos, de aço, do que se tem disponível para conquistar.

A ponte, aqui, não é apenas uma ligação geográfica. É a união, a ligação, um meio de
acessar. A ponte é a vontade.

A ponte é materialização de um sonho, o desejo de ligar civilizações, de ganhar
conhecimento, alcançar novos ares, conquistar territórios.

Toda ponte vem da necessidade do homem no contato.

Uns sentam à margem, outros, constroem pontes. Toda ponte tem uma relação com o amor.

Hoje, olha-se a Ponte Torta com reverência. Conecta-se no tempo, a cidade.

Busca-se, com o projeto de conservação e zeladoria, uma relação identitária. Percebe-se que
fez -se ícone de uma memória individual, mas sempre associada à sociabilidade.

Uma ponte à memória.

As pontes em arco remontam a milhares de anos antes de Cristo. A Torta, a Ponte em Arco
sobre o Guapeva, referencia a Companhia Ceramica Jundiahyense, quando cogitava
sistemática de transporte em vagonetas, o Decauville sobre trilhos, usado em mineração.
Puxada por burro, por mini locomotivas, a história é recontada.

O imigrante trouxe a tecnologia ao tijolo e começou a moldar a feição da cidade. A ferrovia
transportava o tijolo. Tudo é uma ponte.

As fontes históricas, o depoimento hoje de pessoas que ascenderam à ponte, a fala de
jovens que fantasiam seu sentido, contam que a ligação proposta pela Ponte Torta fez-se no
âmbito da materialidade. E assim, funcionou, conforme registros, por pouco tempo.

Hoje, continua a conectar muito mais do que na matéria e de um ponto a outro. Liga à
atribuição de valores, permanece sendo passagem de um sonho de perpetuação.

Mirá-la, para alguns, faz rememorar a formação social e econômica do município, os
antecedentes históricos, a configuração territorial, relembra as identidades da cidade. Para
os que agora a percebem, diante do esforço do projeto que tem o cunho do zelar, pode estar
nascendo verdadeiramente uma ponte.

música recheia a programação da entrega da revitalização da PoMuita nte Torta, neste domingo (13), a partir das 17h, em homenagem aos 360 anos de Jundiaí.

Dentre as atrações destacam-se o som tradicional da “Bandinha Amigos do Samba”, juntamente com a percussão do “Bloco da Ponte Torta” e a participação da banda “Johnny Groove”.

Com sucessos dos anos 70, 80 e 90, a “Johnny Groove” leva ao evento covers dos Paralamas do Sucesso, Racionais Mc’s, RPM, Beatles e outros mais.

“Com a proposta do grupo de fazer um som pop rock na pegada flashback, vamos levar para nosso show muita animação”, ressalta o tecladista Renato Rigo. “Para a gente é uma honra fazer parte deste marco na história de Jundiaí.”

 

Veja mais em http://pontetorta.jundiai.sp.gov.br/


///Destaques em Jundiaí


Os melhores comércios e profissionais em Jundiaí e Região.


Imobiliaria em Jundiai - Salles - SP
Imobiliaria em Jundiai - Salles - SP Encontre seu Imovel
Salles Imóveis e Empreendimentos

Casas, Terrenos e Apartamentos nos Bairros Eloy Chaves, Medeiros, Ermida, Retiro e Malota.

Psicologa em Jundiai - SP
Psicologa em Jundiai - SP Visit link
Psicóloga e Terapeuta Holística

Psicoterapia e Terapias Complementares como: Acupuntura, Ventosa, Cromoterapia, Comopuntura, Reiki, Florais de Bach.

Copyright 2015 Elis Salles - Jundiai - Itupeva - SP. Salles